terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

De boa vontade e "á borla"

Para não pensarem que aqui só se fala de vida familiar e outras coisas supérfluas, saibam V. Exas. que este é também um lugar onde a cultura comanda!
Hoje deixo-vos umas quantas recomendações cinematográficas (sim porque eu sou pessoa para me aventurar a fazer recomendações de coisas).
Estes primeiros meses do ano, são sempre férteis no que diz respeito a estreias, ainda pra mais com toda a parafernália de nomeações e etcs para uma quantidade de galardões a jogo, que na maior parte das vezes mais não são do que gatilhos de estúdios com mais ou menos dinheiro.

Mas passemos ao que interessa. Se quiserem tomar nota, aqui vai a primeira recomendação, "The Black Swan", de Darren Aronofsky, o mesmo que já nos tinha brindado com "Requiem for a Dream", ou "Wrestler", só para dar alguns exemplos.





Este Cisne Negro, é assim um bocado a dar pró psicadélico/neurótico. Visualmente é perfeito (até porque a Natalie Portman é absolutamente completamente linda de morrer), mas (há sempre um mas), confesso que não é propriamente a minha praia. Apesar de todo o ambiente carregado do primeiro ao último minuto, os recalcamentos, o sexo ou a falta dele, a ditadura espartana da disciplina, a figura aglutinadora/castradora da mãe, as tentações viscerais, a densidade dos personagens, apesar de tudo isto, não sei, mas se calhar sou uma rapariga demasiado comum, e prefiro coisas um bocadinho mais lineares. Ainda assim, um bom filme. Digo eu.
Depois, já a dar cartas fora de portas, e com estreia marcada para a próxima semana em Portugal, "True Grit", que parece traduziram para "O indomável". É um western à antiga, aliás é mesmo um remake de um outro filme de 1969, onde brilhava John Wayne. Desta vez não é o Duke que brilha, mas sim um extraordinário Jeff Bridges. Apesar de não ser um argumento original, como por norma acontece com os manos Cohen, a mão destes jovens não deixa de se fazer presente em cada momento do filme. Por mim, desde já afirmo que fiquei literalmente agarrada. Um mimo, este filme de "cóbois", meus amigos, um mimo!



E ainda...uma filme de animação. Sou perdida por filmes de animação, e este "Despicable me", é uma experiência belíssima. Apesar de não fazer sombra ao melhor do ano deste género que, na minha opinião é sem qualquer dúvida "Toy Story 3", soberbo, este Gru, é indispensável, e a prova provada que ser mau compensa ;DD

E agora se quiserem vão a um blocckbuster perto de vós e aceitem as sugestões que faço de tão boa vontade...se não quiserem, paciência, mais perdem!

3 comentários:

pinguim disse...

Sim senhora, bom cinema por essas bandas.
Tirando o filme de animação (não sou um grande apreciador), os outros dois são imperdíveis.

Brown Eyes disse...

Prefiro quando falas da tua vida familiar, saio daqui animada mas, tu, hoje, resolves vir-me falar de filmes e lembraste-me da falta de tempo que existe na minha vida que me tem levado a pôr de lado coisas que adoro fazer. Beijinhos

weee disse...

Só vi o último, por enquanto of course -_-

Mas a Brown tem razão, óbistes?!!!

Enviar um comentário

 

Blog Template by BloggerCandy.com