terça-feira, 2 de novembro de 2010

Sho(R)t Cake



Isto de ter filhos tem que se lhe diga, e que o diga quem os tem.

Chega a uma certa altura da nossa/deles vida em que é necessário começar a cortar amarras, ir dando aqui e ali um voto de confiança. Desde já devo dizer que sou um bocado avessa a cortar seja o que for. Não sou propriamente aquilo a que se chama mãe galinha, sou muito mais uma espécie de mãe tirana. À pergunta, posso?, apetece-me sempre responder com um redondo não, e se não o faço mais vezes é porque ando a trabalhar num certo auto-controle que já percebi tenho que ter.

Ora na semana passada, o rapaz, pediu-me para ir à festa do Halloween, que era Sexta-Feira à noite, que era organizada pelos finalistas da escola, que ia com uns amigos, que certamente se ia portar bem, etc.

Achei que era melhor engolir o não, e lá lhe disse que sim senhor podia ir à festa. Que sim senhor podia chegar um bocadinho mais tarde, tipo duas da manhã, que não bebesse, que se portasse bem, e coise.

Chegada a Sexta-Feira o rapaz lá se aperaltou todo, roupa a estrear - fico bem?, estou o máximo, não estou? (sim, não é lá grande coisa em termos de modéstia...), e toca de ir prá festa.

Saiu de casa por volta das 11 da noite. O rapaz que não tem ainda os 15 anos feitos, é bom que se diga, e que as poucas vezes que sai, entra sempre às 11 e meia em ponto.

Levou a chave, muito inchado porque iria chegar a casa com o pessoal todo a dormir, a irmã mais velha nem sequer lhe apeteceu ir à dita festa.

Estava eu já "amandada" pra cima do meu sofá. A pequena a dormir, a mais velha a ler no quarto, o pai ainda a trabalhar, o relógio da sala marcava as exactas 12.22, assim mesmo, meia noite e vinte e dois minutos, a chave na porta. Uma tentativa, depois outra, uma terceira e abre-te sésamo. Já chegaste?? (eu incrédula), mmas pouco passa da meia noite! Eu a falar a caminho das escadas. Lá em baixo o rapaz despedia-se dos companheiros, assim um bocado a despachar (achei eu), espetou com a porta na cara de uma miúda que estava à espera de uma despedida mais elaborada coitada, e subiu as escadas a correr. Que sim, que estava giro, mas aborrecido, que não se fazia lá nada, que...e desatou a correr prá casa de banho. A próxima imagem que tenho é dele a "rezar", cabeça enfiada na sanita a despejar os restos de Haaloween. Oh pai, chega cá abaixo que isto é departamento teu. O pai veio. Foi buscar a máquina fotográfica e tratou de deixar para a posteridade a primeira bebedeira do filho. - homem que é homem aguenta firme, e voltou para o trabalho. Entre um vómito e outro, ainda teve tempo de mandar ao pai um olhar de ódio. Nessa noite houve mais duas rondas à casa de banho, parece que a festa teve encores, tipo só mais um, só mais um, só mais um.

O rapazote esteve menos de hora e meia na festa e bebeu dois shots e duas cervejas, o rapazote que não pode com um gato pelo rabo e outras coisas que não digo.

Mas pronto, não houve gritos (nem sei como), nem zangas.

Por minha vontade não põe os pés noutra festa antes dos 25 anos. O pai com a manais das condescendências acha que ele deve ir já na próxima, só pra ver o desfecho.

Na manhã seguinte, toca a levantar às 7 da manhã que era dia de acampamento. Levantou-se aos ziguezagues, tentou engolir o pequeno almoço e novo contra-relógio para a casa de banho!

Cara lavada, branco a fazer jus ao dia das bruxas, implorou-me: mãe fala com o chefe pra não apertar muito comigo hoje faxavôr, é que não me sinto lá muito bem. Tá bem meu amor.

Entreguei os três gaiatos, fardados e de mochilas às costas, claro chamei o chefe Nuno dos pioneiros para um pequeno à parte. Nuno, tu vê lá que ele está em processo de crescimento aperta com ele faxavôr.

19 comentários:

Catsone disse...

O que vou aprendendo por aqui!
Estou a ver como vai ser dentro de alguns anos...
Já me ri hoje.

Chica disse...

Adorei tua crônica e bem real...Ri muito aqui...rsss...Imaginado a cara dele ea tua, pedindo ao Nuno o aperto...beijos,chica

Tulipa disse...

Os teus moços são escuteiros? Estão bem entregues! Nem imaginas o que se passa nos acampamentos, a festa de Haaloween é só aquecimento :)) Kisses

Poetic GIRL disse...

Aposto que ele tão cedo não quer saber de saídas! LOL... beijocas

meldevespas disse...

Cat Ai Jazuz que uma pessoa passa por cada uma! Mas não penses q aprendes tudo, ela vai arranjar forma de te surpreender, and that's for sure :DD, beijinho
Chica Ele não tinha nada boa cara por acaso eheheh, beijo
Tulipa São escuteiros, os três, a mais velha já é escuteira há 11 anos, ele há 9 e a pequena há 2 ;D. Faço uma pequena ideia do que se passa nos acampamentos...mas nem quero saber mais. Entendam-se! beijinho
Bela Ele não sei...agora eu sim, eu não quero ouvir falar em saídas tão depressa! Beijoca

Johnny disse...

É assim mesmo.

(E isto, ao contrário do que se possa pensar, é tão válido para os pais, que se portaram como deviam, como para o filho, que também fez o que tem a fazer)

Leonor disse...

"E dizia a mãe que ele não se criava." ahahaha

meldevespas disse...

Jóni Não sei, não Jóni, não sei não...
Leonor Tu já viste isto? E aí em casa correu melhor ou o rapaz tb entornou o caldo?

Leonor disse...

cá em casa o rapaz também entornou o caldo, no sábado de manhã foi para o conservatório mal disposto, até perdeu a vontade de tocar saxofone, devia estar mesmo mal.

anouc disse...

Opá... manda-me uma das fotos por mail ó faxavôr!! :D

Pleaseeeeeeeeeeeeeeeeeee.


:D

O que me ri... porra!

meldevespas disse...

Anouc Bem te podes rir...a seguir estás tu na fila, prepara-te rapariga que os miúdos são implacaveis!

Brown Eyes disse...

Mel minha querida isso não se faz. O garoto a pedir-te para meteres uma cunha para não ser apertado e tu vais fazer precisamente o contrário? Malandra!!! Está a começar a fase dificil,as saídas. Vinte e cinco anos não é tarde, não senhor.:) Beijinhos

Manu World disse...

ehehe
sou nova aki no teu blog, mas gostei deste cadito...
qm tem filhos tem cadilhos!!!
:)))
bjinhosssssssssssss,
Manu

meldevespas disse...

Mary Só te digo que não estou ainda preparada, nem sei se alguma vez vou estar! Cabrões dos gaiatos pá!

Mabu Ainda bem que gostaste. Já vi que tb és da que gostam de se rir das desgraças alheias :)))
Beijo e volta sempre

Manu World disse...

Mabu???
ehehe Manu!!!....n, eu tb tenho desgraças k me cheguem aki por casa!!
eheh
Beijinhossssssssssssssss*****

meldevespas disse...

Manu Aii Jazuz Manu! esculpa, eu sou assim um bocado abrasada e o b e o n estão aqui mesmo ao pé um do outro feitos estupidos! Quanto às desgraças quem as não tem? por isso é que a malta se ri delas! Beijo grande

Manu World disse...

:) n tem mal...a gente cá se entende, Manu, Marbu...etc e tal... tal e tal...
pois.... importa é estar-mos vivos p nos rir delas, as desgraçadas das desgraças!!!!!
:)
óptimo sim d femana**

pinguim disse...

O "puto" vai aprendendo com a excelente mãe que tem, mas também tem que ir aprendendo por si próprio...
Que rapaz com 15/16 anos não apanhou uma pielazita, atire a primeira pedra!

meldevespas disse...

Claroo, tem que ir dando umas cabeçadas, esfolando os joelhos aqui e ali, isso eu não vou conseguir evitar. Nem quero...
Ele nunca tinha bebido nada e claro armou-se em alarve (coisa muito própria da idade, eu sei). Mal dos males, ele é que sofreu, que o aclool é um gaijo teimoso entre de rompante mas depois custa a sair!
Beijo grande e obrigada

Enviar um comentário

 

Blog Template by BloggerCandy.com