terça-feira, 5 de abril de 2011

O baile


Já passaram uns dias, mas só agora, me sinto completamente depurada da sensação de enfado e enfarto que o dito cujo me causou.
A miúda mais velha, a um passo de acabar o 12º ano, lá teve direito ao habitual baile de finalistas. E quando digo teve direito, quero mesmo dizer o vestido, o padrinho a colher, as fitas e todos os adereços requeridos para a ocasião, o que muito me espantou, pois que a rapariga é toda armada aos cucos e coise...
Agora meus senhores, aquilo que deveria ser uma coisa leve, enfim, um apontamento da mudança que se aproxima na vida destes gaiatos, transformou-se ali mesmo naquele espaço tipo espartilho, numa autêntica feira de vaidades. A começar pelas mesas recheadas de iguarias, leitões assados...havia leitões assados. Pratos de porcelana, toalhas de linho bordadas, bolos encomendados propositadamente a pastelarias de alto gabarito. Vestidos de pedrarias e lantejoulas e bijuterias de brilhos estonteantes e saltos vertiginosos e arranjos de flores naturais. Quem entrasse desavisado, pensaria tratar-se de um casamento daqueles de aldeia, em que cada convidado tenta ofuscar a noiva a todo o custo.
Aliás a entregar-se um prémio de "modelito mais propenso a provocar o vómito em todo o auditório e arredores", ele iria direitinho para as mãos de um pai, sim de um pai que trajou autenticamente de "luces", com uma fatiota preta de riscas sedosas e brilhantes. Um estrondo.
Não nego. Foi uma noite interessante para o imaginário de qualquer um. Aproveitei bastante.
Nos lá fomos, a famelga em massa. E no meio de toda aquela parafernália, a malta até parecia muito normal! Verdade. Senti mesmo uma pontinha de embaraço pela minha tábua de queijos e tostas e pelo bolinho de chocolate feito a justa mesmo antes de hora do baile.
N
ão consegui deixar de pensar que deviamos estar a ensinar aquela juventude toda a vestir o fato de macaco e pegar na enxada, porque pelo andar da carruagem têm mesmo muito que "dançar" coitados.
Anyways... agora um bocadinho de baba pegajosa, viscosa e gostosa, digam l
á se a magana da gaiata não estava linda de morrer?
Sim eu sei...tal e qual a m
ãe...

Fotografia: Leonor e padrinho primo Pedro

13 comentários:

Poetic GIRL disse...

Oooh que mamã mais babada! E sim ela estava linda! bjs

Briseis disse...

Tá uma brasa, sim senhora... Tem uma cor de cabelo maravilhosa! =)
agora, o que eu não dava para ser uma mosquinha e poder assistir a todos os pormenores que descreves...! Tá um relato delicioso! Devorei!!!

✿ chica disse...

Ela estava mesmo linda porque é assim. Mas essas festas são um saco pois são muito cheia de formalidades.não é?

beijos,parabéns pela filha! chica

pinguim disse...

As feiras de vaidades deste tipo são absolutamente pindéricas; descreveste muito bem o cenário e decerto imagino a forma sóbria, mas cuidada, da vossa apresentação.
É sempre uma data marcante para uma jovem, e decerto que como mãe, a sentiste também.
Ahhh, e estava linda a tua filha, sim!

meldevespas disse...

Bela muuuuuito babada eheheh, obrigada. Beijocas

Briseis Sim a rapariga tem desgosto de n ter nascido ruiva, vai dai que leva o tempo a pintar o cabelo de vermelho e laranja e etcs. E sim, nem calculas o desfile que aquilo foi...e ao pior estilo :DD Beijo

Chica Brigadaaaa ;DD. Verdade! Muita formalidade para uma ocasiao que devia ser mais leve. Beijo

Joao Uma pinderiquice MESMO, acredita. Mas claro que estes dias sempre sao importantes para os pais, mais que nao seja porque esta ali o produto semi-acabado(eheheh)que tanto nos orgulha. Beijinho

L disse...

a minha mãe detestou.. diz que foi uma seca. e o meu pai foi carregado de queijos de cabra para o baile.. acho que o coitado sentiu-se mal, porque na mesa ao lado a pessoa levou bolos que vão durar até ao natal..

tirando a dor de pés e a ridícula da valsa, até que foi uma noite bem bonita hein? beijinhos

meldevespas disse...

A tua mae tem razao...entao um baile so de miudos e aquela musiquinha a tocar!!!??? Jazuz!!!!
O melhor mesmo foi que usteds las Leonores estavam mesmo de se comer a colher ;DDD
Beijinho

Johnny disse...

O senhor é aquele ali atrás? grande fato!

meldevespas disse...

Joni Observador tu! Exactamente! Verdade que bate todos os vestidos por mais exuberantes que sejam.

Paulo disse...

Oh... está uma menina feita mulher a tua Leonor. Está linda :)
Parabéns a ela e aos pais babados!

(eles a crescer e nós a ver... o que é bom sinal)

meldevespas disse...

Paulo Obrigada amigo. E sim, que bom sinal a malta estar por ca pra ver esta gentinha a crescer :DD
Beijinhos

Catsone disse...

"Não consegui deixar de pensar que deviamos estar a ensinar aquela juventude toda a vestir o fato de macaco e pegar na enxada, porque pelo andar da carruagem têm mesmo muito que "dançar" coitados." Muito bom! Tudo dito em uma frase.

Deste-me uma novidade, não sabia que existiam tais bailes no 12º ano. Não me "alembro" de nada disso no meu tempo. Espero dentro de 16 anos essa "tradição" tenha esvoaçado.

meldevespas disse...

Cat pois...no meu tempo tb nao havia tal coisa, mas se pensarmos que agora ja fazem festas de finalistas com colheres e fitas e essas porras todas, no ultimo ano do infantario, enfim...
Olha, eu ainda tenho mais dois na fila de espera e depois disto fiquei com (muito)pouca vontade de outra, mas se eles quiserem, la estaremos de perna aberta pra fazer a vontade aos meninos...ja sabes como ´´e, coisas de pais. eheheh
Beijinho

Enviar um comentário

 

Blog Template by BloggerCandy.com