segunda-feira, 14 de junho de 2010

Chá e porradas

Quem trabalha fora de casa, e ainda por cima tem filhos e marido e gato e casa pra tratar, sabe bem do que falo. Correrias, jantares tarde e a más horas, almoços de caca porque não houve tempo pra mais e outras peripécias que tais. Todos já sentimos na pele aquela certeza do " mas será possível que estas merdinhas só me aconteçam a mim!!!!!????", num misto de revolta e compaixão pela nossa própria pessoa.
Ora lá em casa, desde há . . . .uns dois meses que o fogão anda literalmente a meio gás. O bico maior pifou, quebrou, partiu-se mesmo, o mais pequenino está calcinado pela falta de uso, por isso não funciona e dos dois médios, um está engasgado e o outro lá vai estoicamente resistindo a horas e horas de cozinhados.
O jantar demora em média umas duas horas a estar pronto a comer, e meus amigos....a paciência não é, nunca foi rapariga das minhas relações. A coisa tem corrido assim pró mal, mas, enquanto conseguir cozer arroz e massa, o desgraçado do fogão vai penar, que isto o osso anda duro de roer, e cá em casa não é excepção. (perdoem-me o osso, mas odeio, detesto abomino a banalidade da palavra : crise, é isso e a vuvuzela. É muito barulho, muito barulho, e.....pois).
Continuando.
Sempre a contar com o tempo extra que gasto nas culinárias, não poucas vezes, antes de sair do escritório ligo pra casa, com "pedidos" aos gaiatos, coisinhas do género: "Leonor, descasca 2 batatas, pica uma cebola dois dentes de alho já imediatamente (acreditem que é preciso a redundância), que eu vou agora sair daqui!", ou então "quando aí chegar quero a salsa picada e não me venham cá com desculpas que eu não respondo por mim!!!!", ou ainda como aconteceu na semana passada: " Zeca, tira os bifes do frigorífico e põe dentro de um saquinho plástico com cerveja e umas folhas de louro, fechas o saco e deixas a marinar." Ah esqueci-me da palavra mágica: "Já!"
E assim foi. Ou pensei eu que assim tinha sido.
Chego a casa, em passo acelerado vou direito ao frigorífico e pego no saco com os bifes, tudo muito bem acondicionado, pensei "sim senhor, o rapaz esmerou-se, agora é só passar aos tachos".
E é só no momento que abro o saco, que noto que há ali qualquer coisa que não encaixa....os bifes, depois de umas horas a marinar deveriam cheirar a cerveja e a louro....hummm, tiro os bifes, ainda desconfiada.....e "ah ah! cá está!", dentro do saco, a marinar os bifinhos de vitela, juntamente com a cerveja, estava um bom punhado de folhas de...chá! Folhas de chá de marmeleiro.



Ao menos ajuda a baixar o colesterol, pensei, e este pensamento acalmou-me. Isso e o facto do gaiato já se ter raspado pró treino de Polo. "Já te safaste, cabrãozinho!".

Isto de delegar nos outros pode ser uma coisa aterradora.


6 comentários:

pinguim disse...

Fartei-me de rir...
O puto não teve intenção, mas mesmo que tivesse tido, achava piada na mesma, desculpa lá...

Poetic GIRL disse...

Bem pelo menos fez o que pedis-te, não nas condições esperadas, mas tentou! bjs

Chica disse...

rssssssssssss....esas coisas irritam mesmo!!Eles não conseguem...beijos,chica

johnny disse...

Até eu, que tenho jeito para a culinária, podia muito bem cometer esse erro.

Louise disse...

LOLOL... aposto que os bifes ficaram com um saborzinho exótico. Na volta o gaiato descobriu uma maravilha na cozinha e tu ainda o estás a culpar.

meldevespas disse...

João Eu também me parti a rir, quando abri o saco e dei com aquilo, é que ainda por cima o rapaz não se contentou com uma folhinha ou duas, naaaaaaaa, qual quê! era mesmo um punhado de folhas de chá!
Bela Ele até gosta de quase tudo o relacionado com cozinha e cozinhados, por isso sim senhor, esforçou-se e às 11 da noite quando chegou do treino, vinha mesmo convencido q tinha feito um execelente trabalho:"mãe, atão diz lá, viste o que fiz com os bifes?" oh se vi...
Chica O problema é que se não tentarmos, eles ainda vão aprender menos! por isso eu não desito apesar destes revezes eheheh
Jóni Já cá faltava a solidariedade masculina...era só cheirar as folhas pá!!!
(a solidariedade masculina e a modéstia...)
Louise Por acaso o chá de marmeleiro, pude comprovar agora, não deixa assim grande sabor, ou então foi a quantidade de pimenta que eu mandei lá pra dentro a medo.

Enviar um comentário

 

Blog Template by BloggerCandy.com